domingo, 23 de agosto de 2009

EDUCAÇÃO AMBIENTAL INFANTIL

Durante as próximas semanas veremos aqui artigos que foram escritos e editados em uma parceira que tem tudo para dar muito certo. Alunos do curso de gestão ambiental da Universidade Paulista - UNIP exercitando o uso da mídia verde, expondo suas idéias e conscientizando o mundo.Não é novidade que hoje o mundo se encontra diante de um caos ambiental. E apontar o ser humano como um dos principais causadores desse atual quadro não é nenhuma revelação homérica. Mas como agir na tentativa de reverter tal situação? Atuar na educação, setor que é base do desenvolvimento da humanidade, pode ser uma alternativa. Partindo desse ideal torna-se pertinente a utilização da Educação Ambiental como uma ferramenta.
A Educação Infantil é base da formação dos futuros cidadãos, assim, ao mostrar às crianças a importância do meio ambiente e como este depende de nossas ações, adultos melhores para o planeta poderiam ser formados. Nessa faixa etária, a curiosidade e a vontade de ensinar o que foi aprendido é algo natural. Dessa maneira, estimuladas corretamente, essas crianças podem ser responsáveis por uma grande mudança e difusão dos conhecimentos e percepção ambientais.
Várias ações podem ser realizadas com esses objetivos em mente. Uma atividade interessante que pode ser feita em sala de aula (com crianças a partir de 5 anos) diz respeito ao desperdício de água. Escolha dois alunos para escovar os dentes utilizando torneiras da escola. Em baixo de cada torneira coloque um balde vazio. As crianças devem escovar os dentes por 2 minutos, porém uma escovará com a torneira aberta e outra utilizará uma caneca com água. Após o fim da escovação, os alunos da sala podem auxiliar a contar o número de canecas de água que cada um utilizará. Ao fim desta experiência eles serão capazes de notar a quantidade de água que é desperdiçada quando abrimos a torneira sem necessidade. Completa-se a aula com discussões sobre qual a origem e o destino da água desperdiçada. Dessa forma, eles poderão criar hipóteses e tentarão responde-las. Um aspecto interessante é que mesmo passado alguns meses eles ainda são capazes de lembrar como uma caneca pode fazer a diferença.
Essa é uma pequena amostra do que pode ser trabalhado com as crianças. E fica para nós – educadores, pais, ou futuros pais o desafio de orientá-las para que seu crescimento intelectual forme no futuro um adulto que seja consciente sobre o meio ambiente. Pois uma coisa é certa, o resultado é extremamente gratificante!
Texto: Patricia Zazeri Leite
Edição: Renato Romero

3 comentários:

Cínthia Silva disse...

Muito interessante esse texto. Gostei muito, e vou utilizá-lo no Projeto de Educação Infantil que temos aqui na escola perto de casa. Parabéns pela Iniciativa!

cris disse...

Olá meu nome é Cristiane sou estudante de gestão ambiental e concordo plenamente quando vc diz que a educação ambiental tem que começar pelas crianças,pois elas tem uma capacidade imensa de aprender e repassar todo o aprendizado.Parabéns.

Lisiane Ebeling disse...
Este comentário foi removido pelo autor.